O Jornal das Palavras - Fundado em 10/10/2017.
CapaCapa
Meu DiárioMeu Diário
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos

Poética de minh’alma
Por Ricardo Oliveira

Consolas-te em meus versos,
Na paz existente num olhar.
E vendo que tens a lua como amante,
Permaneço em mim, mas,
Penso em ti sem poder tocar.
Tocar como quem emite uma nota,
Ou escreve palavras num papel.
E em braços esplendorosos
Do tipo do sol,
É a alegria de sonhar.
Ó imenso riacho!
Poética da minh’alma!
Converso contigo no tempo,
Enquanto se delicias com o vento
A soprar os teus belos cabelos,
E teus lábios suaves
A molhar os meus próprios desejos,
Por tantas noites em claro.
Qual é a tua imagem no MISTÉRIO?
Quais as lágrimas têm lubrificado
Todas as minhas chagas?
Ainda hei de te ver na FELICIDADE,
E nela viverei na eternidade
Para sentir os momentos
De vastos rituais de amor,
E assim, encontrarei a SABEDORIA,
E nela saborearei o néctar das flores.
Acaso não fui bem claro nos sentimento,
Então deixarei os pensamentos...
Na loucura em que tenho andado.

03/03/2018.
Diário Recôndito e Poesia
Enviado por Diário Recôndito e Poesia em 03/03/2018
Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras